Inspiração   |   14/04/2018   |   96 visualizações

Para muitas pessoas, imaginar um atleta vegano é impossível. Perceber uma alta performance, peso alto e força acima da média é ainda mais desafiador, para os descrentes desse estilo de vida.

Mas Kendrick Farris contrariou todas as expectativas nos jogos Pan-Americanos e depois, nas olimpíadas do RIO 2016. O atleta quebrou o recorde norte-americano de levantamento de peso, ganhou duas medalhas de ouro antes dos jogos olímpicos e ficou em 11º lugar nas competições do Rio de Janeiro.

Conquistas que provam que a dieta vegana pode ser adotada por qualquer pessoa e mais, traz benefícios à saúde e desempenho se bem aplicada. Basta que você consuma os alimentos corretos e na quantidade adequada, como faz Farris.

Veja neste post mais informações sobre esse atleta vegano, suas conquistas e sua relação com a dieta vegana. Descubra o que Farris faz para ter tamanho desempenho sem consumir carne e outros derivados de animais. Confira!

Quem é Kendrick Farris?

Atleta Vegano foi destaque nas Olimpíadas do Rio do Janeiro

Foto: Team USA

Kendrick James Farris nasceu em 2 de julho de 1986, em Shreveport, Louisiana. É um levantador de peso norte-americano e foi o único atleta homem, dessa modalidade e país, a competir nas olimpíadas do RIO 2016.

O atleta já participou de diversas competições e apresenta posições invejáveis no ranking norte-americano, veja as conquistas mais recentes:

  • 8º lugar nas Olimpíadas de Verão 2008;
  • 10º lugar nas olimpíadas de verão 2012, em Londres;
  • Medalhista de prata na Universidade de Verão de 2013;
  • Campeão Pan-Americano de 2010, título que rendeu a classificação para a olimpíada do Rio de Janeiro;
  • Novo recorde de levantamento de peso dos EUA nas Olimpíadas do RIO, levantando 377 Kg no dia 8 de maio de 2016;
  • 11º lugar nas olimpíadas do Rio na categoria 94 Kg.

Farris é casado com Katrina e tem dois filhos. Estudou comunicação na universidade Louisiana State University, em Shreveport, e tem descendência hebreia-israelita. Além de atleta, Farris também é dono de um negócio e tem como hobby a produção e edição de conteúdos visuais.

Também gosta de comédia e passar um tempo com a família e amigos, sendo o último um de seus hobbies mais favoritos. Atualmente é treinado por Kyle Pierce, antigo levantador de peso e diretor do Centro de Desenvolvimento de Halterofilismo LSUS nos Estados Unidos.

Farris e o vegetarianismo, como essa relação começou?

O levantador de peso declarou que a sua opção pelo veganismo é um sinal de respeito aos animais. Assim como todos os demais atletas veganos e adeptos desse estilo de vida, Farris não confia e nem compactua com a forma como os animais são tratados em matadouros.

Farris se tornou vegano após o nascimento de seu filho, em 2014. Em sua conta no Facebook o atleta se mostrou feliz com o novo estilo de vida e animado com o seu progresso após a mudança na dieta. Veja:
Atleta Vegano foi destaque nas Olimpíadas do Rio do Janeiro

“Eu fiz a transição para uma dieta vegana há mais ou menos um mês, e fico feliz de dizer que minha vida mudou para melhor. Eu me sinto uma nova pessoa.”, diz Farris.

Quando informou a sua esposa a sua decisão, Farris diz que ela riu e não acreditou muito nele. Afinal, o atleta era apaixonado por hambúrgueres de carne e comia de um tudo. Mas a sua nova dieta parece estar dando muito certo para Farris.

O halterofilista apresentou um crescimento considerável de sua massa muscular após adotar o novo hábito alimentar. E segundo o próprio Farris, a alimentação vegana contribuiu para diminuir o estresse e o comportamento agressivo.

O atleta diz que passou a ser mais controlado após eliminar produtos derivados de animais de sua dieta. Mesmo assim, seus resultados na olimpíada do RIO mostram que não é preciso comer carne para desenvolver músculos.

Depois de seu novo estilo de vida, inclusive, Farris chegou a ganhar peso e subiu de categoria. Antes atuava nos 85 Kg e nas olimpíadas competiu na categoria para atletas 10 quilos mais pesados. Um avanço e tanto no seu perfil e na sua performance também, segundo o próprio levantador de peso norte-americano.

O que podemos aprender com Farris?

Atleta Vegano foi destaque nas Olimpíadas do Rio do Janeiro

Foto: Religion News Service

Quando falamos em dieta vegana ou vegetariana, para pessoas que desconhecem o assunto, é comum que elas pensem em pessoas fracas e com baixo peso. Sempre se tem a ideia de que comidas saudáveis e naturais são muito leves e não dão a sustância necessária para um atleta ou um competidor profissional.

A história de Farris mostra justamente o contrário e deixa claro que uma dieta saudável e equilibrada pode sim auxiliar no ganho de massa muscular. Prova disso é o recorde do competidor nas olimpíadas e sua performance inquestionável nas últimas competições.

Mas não se engane! Não basta migrar para os vegetais e esperar que um milagre aconteça. Para ter resultados semelhantes ao de Farris, ou de qualquer outro atleta vegano, é preciso investir em uma dieta equilibrada e rica em proteínas.

O atleta revelou que pesquisa muito bem as comidas que ingere diariamente e fica de olho nas proteínas dos alimentos. Uma lição e tanto para quem quer entrar na dieta vegana e fazer parte desse grupo incrível.

Não é porque você estará em uma dieta saudável e a base de produtos naturais que deve descuidar da sua alimentação. Pelo contrário, o controle de sua dieta deve permanecer e ser redobrado para manter-se saudável e com todos os nutrientes que seu corpo precisa.

Se tiver dúvidas a respeito dos melhores produtos para veganos, consulte uma nutricionista para elaborar uma dieta específica para o seu caso. Dependendo de suas características físicas e rotina, a dieta pode ser diferenciada.

Então, nada de compartilhar conselhos entre amigos, pois pode ser muito perigoso. Não se aventure sozinho nesse cenário e consulte um especialista sempre que julgar necessário.

O que você achou do posicionamento desse atleta vegano e suas conquistas? Ficou motivado para iniciar ou permanecer na dieta vegana? Deixe o seu comentário abaixo e compartilhe o post em suas redes sociais para incentivar outras pessoas.

#useorganico

Comentários

Bitnami