Inspiração   |   29/08/2017   |   196 visualizações

No contexto histórico não podemos demarcar um inicio para o processo meditativo. Não há nada na história universal que diga que a mesma se originou em determinado local ou a partir de determinado momento, pois desde que o homem existe, suspeita-se que o momento de contemplação interior seja o que chamamos de meditação e encontro com o EU.

A meditação é uma forma de alcançar estados alterados de consciência, sem utilizar-se de plantas ou quaisquer outros indutores psicoativos.

Desde a pré-história da humanidade, até nossos dias o ser humano depara-se com situações inusitadas onde precisa, em determinado momento reduzir o estresse ou melhorar a sua capacidade cognitiva, alcançando um estado místico onde o ser se funde com o não-ser.

Religião e meditação sempre andaram juntas e nos povos antigos, mais precisamente nas culturas orientais a meditação sempre exerceu um papel importante no autoconhecimento. No ocidente também foi bastante difundida apesar de se posicionar mais no aspecto religioso, dando uma conotação mística a esta arte milenar.

Independente de onde se originou, ou do seu tempo de existência não se pode negar as propriedades benéficas da meditação, seja no autoconhecimento, na contemplação do universo místico ou simplesmente na descarga emocional dos nossos conturbados dias.

Quais os diferentes tipos de meditação que temos conhecimentos?

A meditação pode ser desenvolvida em grupos ou de forma individual, de olhos abertos ou fechados, com música ou sem música, para finalidade mística ou terapêutica.

Chegou até nossos dias passados de geração em geração os mais variados tipos de meditação com finalidades e técnicas também diferentes entre si, porém com um único objetivo, ou seja, o autoconhecimento e o resgate do equilíbrio natural das energias que nos circundam. Podemos citar entre as mais conhecidas as seguintes correntes de meditação:

  • Budista (recitação repetida de mantras e controle respiratório).
  • Zazen (origem japonesa baseia se no pensamento vazio)
  • Transcendental (sem conotação mística, busca o mínimo de excitação mental)
  • Indiana (baseada na ioga, trabalha posturas e repetição de mantras)
  • Cristã (Deus como ser supremo, baseia-se nas orações em grupos ou individuais)

 Como posso praticar meditação?

A forma mais correta de praticar a meditação é sentada e em lugar silencioso. Entoar ou não mantras depende de cada pessoa, não sendo necessário. Deve se ter em mente que este é um momento de relaxamento, de busca do equilíbrio interior. Evite ser incomodado e se possível procure meditar ao nascer ou ao por do sol, momentos de profundo trânsito energético.

Que traje devo usar e com qual regularidade devo meditar?

O traje deve ser confortável, não deve causar incomodo que possa fazer com que o foco e a atenção sejam desviados. Ao sentar para meditar procure manter as costas eretas.

Evite praticar a meditação com o estômago cheio, sendo o melhor momento antes das refeições. No inicio o exercício de meditar pode parecer estranho e o tempo parece não passar, mas com a prática irá se revelar extremamente prazeroso e relaxante.

A regularidade deve ser diária. Pode se começar com 5 minutos ao dia e ir aumentando esse tempo a medida que for se acostumando. Se entregue a este momento sorrindo, conecte-se com o cosmo, deixe fluir sua energia vital, prepare-se para receber o conhecimento de sua paz interior, respire lentamente, aprenda a ouvir o som do silêncio.

Como deve ser o passo a passo da fascinante arte da meditação

Não há uma bula ou uma receita. A meditação pode ser praticada em grupo ou só, pois o equilíbrio virá naturalmente com a prática constante. Existem alguns pontos que são importantes para o conhecimento desta arte milenar, porém o tempo, a forma e o resultado são individuais.

Para servir de base a iniciantes, citamos alguns desses pontos:

  • Busque o silêncio.
  • Relaxe procure acalmar sua mente.
  • Ajuste a temperatura do local onde será feito a meditação, evitando assim que esteja muito frio ou muito quente.
  • Respire lenta e pausadamente, sinta o ar entrar e sair de suas narinas e pulmões, passando por sua garganta, peito e barriga de forma natural, sem forçar.
  • Se escolher entoar um mantra foque sua atenção no mesmo, caso contrário concentre-se na sua respiração à medida que tenta não tomar conhecimento dos pensamentos que insistem em povoar seu cérebro.
  • Evite ser interrompido durante o processo da meditação.
  • Estabeleça um tempo para meditar que pode ser inicialmente de 5 minutos aumentando gradativamente a medida que se adquire experiência.
  • Se achar necessário programe este tempo em um relógio, mas procure não pensar no mesmo.
  • Pratique todos os dias, é melhor praticar por cinco minutos todos os dias do que por horas uma vez por semana.
  • Ao término da meditação, vá tomando consciência lentamente do seu corpo e da sua posição no espaço. Preste atenção às suas mãos, pés, braços, pescoço, enfim, se reconheça novamente.

Benefícios da meditação para o bem estar e a saúde

Pesquisas nos mostram que a meditação é extremamente benéfica à saúde, pois proporciona ao praticante o seu autoconhecimento através da semiconsciência de seu “eu” e ao estabelecer esta conexão, as emoções acabam por ficarem mais facilmente controláveis, inclusive as dores que por muitas vezes e sem nenhum motivo aparente insistem em nos atormentar.

Entre os inúmeros benefícios podemos citar alguns que são extremamente favoráveis nesses conturbados tempos em que vivemos:

  • Redução dos níveis de estresse.
  • Controle melhora ou extinção de quadros depressivos.
  • Redução da ansiedade.
  • Aumento da tolerância à dor.
  • Aumento do Q.I.
  • Redução de peso.
  • Controle da pressão sanguínea.
  • Aumento da imunidade corporal reduzindo o risco de doenças.
  • Diminui a insônia.
  • Aumenta o nível de serotonina proporcionando sensação de incrível bem estar.

Comprovação científica dos benefícios da meditação.

Os benefícios da meditação como medicina alternativa começaram a ser estudados pelo Dr. Herbert Benson no ano de 1967. Desta época até nossos dias, inúmeros estudos foram efetuados comprovando o resultado positivo para quem usufrui dessa benéfica prática milenar, onde o conhecimento de si mesmo se torna visível através da expressão de felicidade e sensação de bem-estar estampado nos rostos e na alma!

Portanto, comece hoje mesmo a praticar meditação e veja sua vida ser transformada de forma EXTRAORDINÁRIA!

Comentários

Não tóxico

Não testado
em animais

Livre de
parabenos

Vegano

Gluten-Free