Sustentabilidade   |   24/11/2017   |   936 visualizações

Os produtos orgânicos surgem como solução para todos aqueles que desejam uma vida mais saudável e sustentável. É notório que quanto melhor for nossa alimentação, mais vantagens teremos em questões nutricionais, energéticas e claro, quanto a saúde!

Dessa forma, é possível evitar e até de certo modo, combater a evolução de doenças já pré-existentes como diabetes ou hipertensão arterial, por exemplo.

Mais do que nunca, a população já se deu conta da real necessidade de ter uma maior qualidade de vida, visto que o número de doenças no mundo tem ganho velocidade de dispersão de diversas formas.

A genética colabora com os dados sobre sua influência quanto a facilidade de desenvolver doenças, embora, a alimentação possa até mesmo evitar o surgimento de patologias de certa maneira graves.

Eis que surgem os produtos orgânicos, como uma solução!

Consequentemente, esses produtos e sua comercialização precisam estar regulamentados para que exista certificações orgânicas, dando assim maior seguridade a sociedade.

E sobre essa importância falaremos hoje. Você já parou para ler a respeito das certificações e regulamentações dos produtos orgânicos?

Durantes esses anos, o comércio de orgânicos tem estado cada vez mais rigoroso diante os controles de qualidade, tudo isso no intuito de evitar as falsificações. Por conta disto, o uso dos selos contendo informações de certificações tem se tornado frequentes!

Alguns dos selos criados para garantir a qualidade dos produtos orgânicos são:

  • ISO 9000 – Controle da qualidade no atendimento.
  • Selo de pureza da Abic.
  • Selo de aprovação da ABO – Associação Brasileira de Odontologia.
  • ISO 14000 – Controle de qualidades ambientais, na certificação de produtos não transgênicos.
  • Selo de ética das empresas amigas das crianças e do mercado justo.
  • EcoCert – Ceritificadora Francesa de Orgânicos
  • IBD Instituto Biodinâmico
  • Entre outros.

Esses certificados e selos possibilitam que o alimento orgânico seja seguro e garanta um processo de cuidados gerais que vão desde a produção, até a entrega final aos consumidores.
Certificações orgânicas (órgãos regulamentadores) | Use Orgânico

E quais são os produtos que são certificados no Brasil?

  • Os produtos in natura;
  • Cosméticos orgânicos.
  • Os grãos;
  • Pães;
  • Palmito
  • Biscoitos
  • Especiarias
  • Molhos
  • Os produtos orgânicos.
  • Sucos
  • Geleias
  • Óleos.
  • Doces
  • Vinhos
  • Cachaça;
  • Mel
  • Barra de cereais.
  • Hortaliças.
  • Extratos de vegetais secos.
  • Açúcar mascavo.
  • Café.
  • Guaraná em pó.
  • Frutas cítricas.
  • Entre outros.

O que é a certificação dos produtos orgânicos?

Trata-se na verdade da garantia dada, com informações concernentes no credenciamento ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, também conhecido como MAPA.

Além disso, há também credenciamento ao Instituto Nacional de Metrologia, estando dentro dos critérios do Inmetro que se trata da Normalização e Qualidade Industrial.

Nesses casos, quando a empresa de orgânicos está de acordo com as exigências desses órgãos e quando é associada a eles, isso quer dizer que ela obedece às normas, práticas e também a produção dos orgânicos dentro do que é pedido. Garantindo assim maior segurança aos consumidores.

Como é essa certificação?

Essa certificação é estipulada em formato de selo que é afixado no rótulo das embalagens dos produtos orgânicos.

Como é feito o credenciamento?

O credenciamento é realizado pelo Ministério da Agricultura que deve acompanhar e fiscalizar os organismos de certificação, de acordo com prévia habilitação do MAPA. As empresas que prepararam, produzem e comercializam produtos orgânicos, devem operar em conformidade com a produção orgânica e sempre estar atualizada quanto as informações.

Certificados e sistemas de garantias aos produtos orgânicos
Certificações orgânicas (órgãos regulamentadores) | Use Orgânico

E quais são os certificados mais importantes? Veja a lista!

Certificação por Auditoria – se trata da concessão do selo SisOrg onde é feita uma certificação pública e também privada (credenciada no Ministério da Agricultura). O agente de avaliação deve obedecer aos procedimentos que são critérios pontuados a nível internacional. Além disso, é preciso atender os requisitos técnicos da legislação brasileira.

Controle Social na Venda Direta – nesse tipo de certificação, os agricultores familiares passam a fazer parte de um cadastro chamado de Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos. A legislação brasileira abriu uma exceção quanto a obrigatoriedade de certificação com relação aos produtores orgânicos familiar. No entanto, é exigido o credenciamento da organização no controle social de cadastramento em órgão fiscalizador oficial.

Sistema Participativo de Garantia – tem a ver com a responsabilidade da coletividade com o sistema de orgânicos, sejam eles produtores, técnicos, produtores ou demais interessados. Para estar dentro da legalidade, é necessário possuir um Organismo Participativo de Avaliação da Conformidade (Opac) – que é o responsável por emitir o SisOrg.

Por que a certificação e as regulamentações são tão importantes?

A importância da certificação e regulamentação visa os seguintes pontos:

  • Garantir a qualidade dos produtos e serviços que são fornecidos aos clientes.
  • Permite o estímulo de padrões éticos dos movimentos orgânicos, gerando maior credibilidade dos produtos e dos produtores perante o mercado.
  • Melhora os processos de produção e uso das tecnologias.
  • Promove segurança quanto a qualidade dos produtos.
  • Motiva o cultivo ou fabricação adequada dos produtos ou itens em questão.

Infelizmente muitas empresas mal-intencionadas, ainda tentam burlar as regras, por isso, uma vez ou outra é possível encontrar provas de que determinado produto ou marca não atendem o padrão de qualidade exigido para os produtos orgânicos.

E é nesse sentido que os certificados e também os selos de regulamentação passam a ser tão importantes, já que é somente com a aprovação dos órgãos competentes que o produto pode ter aprovação para ser vendido e fornecido conforme é requerido.

Essa ação faz com que mais de 300 agentes nocivos à saúde sejam analisados, e assim, seja excluída a chance dos produtos orgânicos comercializados conterem esses venenos que tanto agridem a vida e a saúde. 

Mas, as certificações dos produtos orgânicos não são somente importantes para os brasileiros, mas sim para todos os demais Países, que atuam também com essa comercialização.

O que visa os produtos orgânicos?

  • Dar qualidade a sociedade.
  • Segurança.
  • Gerar maior qualidade de vida.
  • Eliminar o uso de agrotóxicos e adubos químicos que são mortais.
  • Garantir uma produção orgânica e saudável.
  • Garantir menor ou nenhum impacto ambiental.

Portanto, como se pode verificar, a certificação é uma parte essencial para a comercialização e acompanhamento dos produtos orgânicos!

Por isso, só compre produtos orgânicos em lojas confiáveis e que fornecem altos critérios de qualidade!

Sua vida vale mais! Você merece o MELHOR!

#USEORGANICO

Comentários

Não tóxico

Não testado
em animais

Livre de
parabenos

Vegano

Gluten-Free