Beleza Saúde   |   05/05/2018   |   96 visualizações

Produtos ambientalmente conscientes têm se tornado muito comuns nos últimos anos. É o caso dos cosméticos orgânicos, por exemplo. Mas devido à infinidade de opções no mercado, fica difícil identificar os produtos corretos e fazer escolhas realmente sustentáveis.

Enquanto um número ainda pequeno de empresas abraçou a causa verdadeiramente, outras se aproveitam dessa “onda verde” para vender mais produtos e enganar seus consumidores.

É isso mesmo! Nem todos os produtos que se dizem um cosmético natural ou orgânico, realmente o são. E para o bem da sua saúde e do meio-ambiente é fundamental que você faça a escolha correta e evite ser enganado!

Como identificar se um cosmético é realmente orgânico então e evitar levar um “gato por lebre”? Veja neste post os aspectos principais nessa identificação e como nunca mais ser enganado na hora da compra. Confira!

Fique de olho nos rótulos!

A primeira coisa a se fazer para identificar um cosmético orgânico é ficar de olho em seu rótulo. Essa pequena área da embalagem não está ali à toa e muito menos por decoração. Na verdade ela traz, ou deveria trazer em alguns casos, todos os ingredientes usados para a produção do produto em questão.

Portanto, fique de olho nos rótulos e não se deixe enganar pelos falsos cosméticos orgânicos.

No entanto, tenha em mente que as substâncias informadas ali não são tão conhecidas pela maioria das pessoas. Logo, pesquise na internet os nomes que ainda não conhece para tirar dúvidas.

É comum que muitas empresas usem nomenclaturas difíceis e científicas nesse espaço, o que acaba dificultando a identificação do ingrediente usado. Mas com um pouco de paciência e “Google na veia” você consegue descobrir do que se trata cada item usado na fórmula.

E para relembrar: cosméticos orgânicos devem possuir, no mínimo, 95% de matérias-primas certificadas como orgânicas. Os 5% restantes podem ser compostos por água e por outras matérias-primas naturais.  Isso quer dizer substâncias provenientes do meio-ambiente, sem agrotóxicos, que não agridem a natureza, nem os animais e muito menos os seres humanos. Fique atento!

Quando um cosmético orgânico é certificado e verídico, geralmente a percentagem de produtos naturais e orgânicos já é informada no rótulo do produto. Afinal, quem não deve não teme, não é mesmo?

Pesquise sobre a empresa!

Outra dica útil para identificar um cosmético orgânico é pesquisar um pouco sobre o fabricante do produto. Além de ficar de olho na fórmula do produto, você precisa ficar atento aos demais processos da produção desse cosmético.

As certificadoras orgânicas exigem muitas coisas desses fabricantes e com uma rápida pesquisa você consegue descobrir quem está dentro desses pré-requisitos.

Procure se informar sobre a procedência dos ingredientes utilizados, a fábrica dos produtos, quem trabalha nessa empresa para evitar a exploração infantil e a escravidão, veja se eles não testam os produtos em animais e se toda a sua cadeia de produção é pensada para minimizar os efeitos no meio-ambiente.

Alguns indícios dessa real preocupação verde é a minimização de resíduos durante a fabricação, utilização de embalagens recicláveis, diminuição de embalagens desnecessárias e iniciativas ambientais como o reflorestamento.

Com o avanço da internet a passos largos não há desculpa para não fazer o seu dever de casa. Só não se informa quem não quer, afinal, tudo está ao alcance de suas mãos, literalmente.

No site PEA, por exemplo, você consegue ver uma lista completa de empresas que são contra a crueldade animal e, por isso, não testam seus produtos nos bichinhos. Dê uma olhada!

Observe os selos e certificações!

Para ficar ainda mais fácil  identificar um cosmético orgânico de verdade, algumas certificadoras e empresas têm investido na confecção de selos. São pequenas imagens e siglas impressas na embalagem do produto para facilitar a identificação.

Veja alguns exemplos:
Cosmético orgânico: Como identificar esses produtos

Esse é um selo de certificação da Biodynamic Association, uma associação internacional que preza pelo cultivo, jardinagem e alimentação sustentáveis. A organização leva em conta os princípios holísticos, éticos e ecológicos durante todo o processo de cultivo e colheita.
Cosmético orgânico: Como identificar esses produtos

Selo que garante que a empresa não testa seus produtos em animais, sendo contra os maus tratos e explorações da vida animal. O processo de certificação é regulamentado pela Cruelty Free Internacional.
Cosmético orgânico: Como identificar esses produtos

Uma organização internacional que garante a utilização dos recursos naturais de modo consciente e sustentável. Como a própria associação se autodenomina, “a marca da gestão florestal responsável”.

Procure por esses selos e certificações para garantir que o cosmético escolhido é realmente orgânico. Caso tenha dúvidas, não hesite em consultar a lista de empresas certificadas no site de cada uma das associações.

E se encontrar um selo estranho ou novo, pesquise no Google para entender mais a fundo e garantir que está fazendo a escolha correta sempre. Lembre-se: conhecimento é poder, e na escolha dos cosméticos não é diferente!

Cuidado com o greenwashing

Pode até ser uma palavra complicada e difícil de se entender em um primeiro momento. Mas se você realmente tem compromisso com cosméticos orgânicos e produtos sustentáveis, precisa conhecê-la.

O termo Greenwashing surgiu em 1989, publicado originalmente em um artigo da revista New Scientist. Ele é chamado assim para se referir ao termo Brainwashing, em inglês, que significa lavagem cerebral.

O Greenwashing pode ser entendido como um falso movimento ambientalista e sustentável, no qual as empresas se apropriam de causas ambientais para vender mais seus produtos. Nesse contexto elas alegam ser sustentáveis e conscientes ambientalmente, mas na prática a situação é outra.

Veja alguns indícios de Greenwashing e de que a empresa não é realmente ecológica:

  • Selos falsos ou impossíveis de serem verificados;
  • Termos ecológicos ligados a produtos comprovadamente prejudiciais ao meio-ambiente e às pessoas;
  • Ausência de clareza e confusão no discurso da empresa;
  • Uso de terminologias científicas com o intuito de enganar e confundir os consumidores;
  • Entre outros.

Portanto, vale a dica: fique de olho em todos os aspectos mencionados neste post na hora de escolher um cosmético orgânico. Garanta que o produto é realmente orgânico e natural, para não ter dores de cabeça mais tarde.

Você também usa cosméticos orgânicos em seu dia a dia? Compartilhe abaixo como você faz para identificar esses produtos e evitar cair em armadilhas.

Aproveite também para compartilhar este post nas redes sociais e conscientizar outros consumidores sobre como identificar um cosmético orgânico.

#useorganico

Comentários

Bitnami