Inspiração   |   19/02/2018   |   567 visualizações

Há algum tempo viajar pelo mundo sendo vegano era um completo desafio. Antes de colocar a mochila nas costas e partir para uma aventura, era preciso conhecer bem o local e já pesquisar locais para comer.

Sair para um passeio sem o mínimo de planejamento significava perder muito tempo em andanças pelo local de destino, na maioria das vezes. E você ainda ficava horas com fome, um pesadelo para qualquer pessoa.

Encontrar restaurantes completamente vegans era quase impossível. O máximo que conseguíamos achar eram estabelecimentos com algumas adaptações no cardápio e pronto.

Com o passar do tempo surgiram os primeiros pratos veganos e começaram a ganhar espaço nos principais restaurantes. Mas ainda assim era uma luta para encontrar essas delícias e ainda tínhamos de lidar com os olhares julgadores quando pedíamos pratos vegans.

Hoje a situação é outra. Não podemos dizer que o mundo todo se tornou vegano, mas essa cultura já está sendo bem aceita.

Pelo menos é o que retratam recentes pesquisas sobre os países mais veganos do mundo e destinos perfeitos para quem vive esse estilo de vida.

Veja neste post os 5 destinos mais indicados para os amantes da cultura vegan e não se decepcione em sua viagem. Confira a nossa lista e faça suas malas agora mesmo para esse passeio incrível!

1. Espanha
países mais veganos do mundo!

O país que ganhou fama pelo consumo excessivo de carne, agora está mudando de gosto. É cada dia mais crescente o número de veganos ou vegetarianos na Espanha.

Uma reportagem do The Guardian de 2014 deixou isso bem claro e mostrou que comidas veganas se tornaram tendência na terra da Paella, um prato tradicional feito com arroz, azeite e açafrão.

Segundo os dados da pesquisa o povo espanhol tem freado o seu gosto por carne e entrado de cabeça em um estilo de vida mais saudável.

Só para você ter uma ideia, foram 353 restaurantes listados como veganos ou vegetarianos no País pelo site Happy Cow. No ano seguinte esse número cresceu 94%, fechando a lista em 686 estabelecimentos vegans.

Mas o tamanho crescimento da cultura vegana na Espanha é o que mais chama a atenção. Isso é interessante, pois mesmo os países tradicionais no consumo de alimentos derivados de animais mostram-se abertos a experimentar novas perspectivas.

2. Reino Unido
países mais veganos do mundo!

A terra da Rainha também tem contribuído para diminuir o consumo de carne, leite e outros derivados. Alguns estudos recentes mostram que a cada 8 britânicos, um é adepto da dieta vegana.

O percentual da população a consumir alimentos mais saudáveis e sem ligação com exploração animal é ainda mais animador. Estima-se que 12% dos ingleses são veganos ou vegetarianos.

Além disso, a maioria dos adeptos dessa dieta são jovens. 20% dos vegans na Inglaterra possuem idade entre 16 e 24 anos.

Não é segredo que as pessoas mais novas têm-se conscientizado sobre o veganismo. Mesmo assim, observar tamanho crescimento em uma população é motivador para qualquer vegano, não é mesmo?

Para ficar ainda melhor, Londres foi eleita como a cidade mais vegetariana do mundo em 2009. O título veio como reconhecimento da diversidade nas culinárias, mercados e produtos veganos distribuídos na cidade.

Além disso, foi exatamente nesse local que surgiu a primeira sociedade vegana, lá no século XIX. Sem dúvida, é um ótimo local para explorar a culinária vegana e conhecer um pouco de história desse estilo maravilhoso de viver.

3. Suécia
países mais veganos do mundo!

O percentual dos veganos na Suécia cresceu 4% nos últimos cinco anos, de acordo com estudo recente. Agora, cerca de 10% da população se identifica como consumidora de produtos vegans e procura contribuir com a preservação animal.

Apesar de ainda ficar atrás do Reino Unido, a Suécia também tem maioria jovem nesse movimento.

4. Israel
países mais veganos do mundo!

Trezentos mil veganos, esse foi o número revelado em um artigo da JSpace Notícias em 2014. Isso representa 4% da população da Terra Santa e a torna o local com mais veganos por per capita (por cabeça).

Se você quer conhecer um destino completamente vegano e se identificar com simpatizantes desse estilo de vida, não pode deixar de conhecer Israel e seus restaurantes. É bem provável que você não tenha dificuldade para encontrar alimento vegano e não precise sabotar a sua dieta durante esse passeio.

São restaurantes em diversos locais, com destaque para Tel Aviv com o maior número de opções. Até mesmo a rede de pizzarias Domino’s lançou sua primeira pizza vegana na região para seguir o crescimento vegan no País.

5. Índia
países mais veganos do mundo!

É possível uma cidade inteira ser vegana e simplesmente não ser vendido carne ou ovos nos mercados e mercearias? Pode até parecer um sonho distante para a maioria dos veganos do mundo, mas na Índia isso é possível.

Isso aconteceu mais especificamente em Gujarat, devido a uma greve de fome dos monges do local. Com esse protesto eles pretendiam forçar o estado a proibir a venda de produtos oriundos da exploração animal.

E não é que a iniciativa deu certo? Hoje é completamente proibido vender esses produtos, o que transforma essa cidade no local mais vegetariano do mundo.

Pensou que acabou? Em 2007 a ONU elegeu a Índia como o país que menos consome carne no mundo. De acordo com o estudo são 3.2Kg por pessoa contra 136.5 de Luxemburgo, o mais consumidor segundo a pesquisa.

Isso não é nenhuma surpresa, pois a religião tem forte impacto nessa decisão no País. 80% dos indianos são Hindus e Jainistas, os quais não consomem carnes, ovos e derivados do leite.

Sendo assim, essa é uma ótima opção de viagem para os veganos. Vá com tudo e curta o passeio sem medo de ser feliz.

Agora que você conheceu os cinco países mais veganos do mundo, corra e prepare as suas malas o quanto antes. Com certeza será uma ótima estadia nesses locais e o maior desafio agora é escolher qual deles visitar primeiro.

Você tem alguma sugestão? Qual desses países mais chamou a sua atenção e será o primeiro da sua lista para visitar? Deixe o seu comentário abaixo e ajude outros leitores a se decidirem também!

#useorganico

Comentários

Bitnami