Bem Estar   |   30/01/2018   |   7.27 Mil visualizações

Você já ouviu falar a respeito sobre parto humanizado? Conhece alguém que fez? Sabe como é realizado? Pois bem, falaremos nessa matéria um pouco desse procedimento que cada vez mais vem ganhando adeptos. Vamos começar falando das diferenças entre o parto natural, dito como “normal” e o parto humanizado.

Parto natural

Este procedimento é muito comum, é um processo fisiológico, onde o bebê desloca-se pela região íntima da mulher. Comumente realizado dentro do leito hospitalar, com aparatos que vão assegurar a vida da mãe e da criança. Entre os procedimentos há:

  • Tricotomia;
  • Sonda vesical;
  • Lavagem intestinal;
  • Punção venosa;
  • Medicamentos para dor, sedativos, anestésicos e ocitócicos, para estimular as contrações;
  • Episiotomia;

Os procedimentos no parto natural podem variar de médico para médico, e de maternidades. Mas em geral esse é o roteiro.

Dados

Uma pesquisa feita pelo Ministério da Saúde afirma que o Brasil é o país que realiza o maior número de cesarianas no mundo. Para cada três bebês que vêm ao mundo, um nasce por cesárea. A cesariana apresenta três vezes mais riscos para a mãe, já que pode trazer problemas como: infecções e riscos com a anestesia.

Parto humanizado
Parto humanizado: como é, benefícios e cuidados

Esse é um parto feito de forma mais humana, por isso o nome sugestivo, já que visa o bem-estar da mãe e do bebê. É a mãe que decide qual será a forma que dará a luz, a atenção será voltada somente para ela, dando uma maior autonomia para a mesma. Todo o apoio é feito com segurança e com acompanhamento médico. O parto acontece quando a criança estiver pronta, o que não ocorre em cesarianas, onde o obstetra escolhe o dia do parto. Além disso, o parto humanizado é realizado no conforto do seu lar.

Você conheceu as principais diferenças entre os dois tipos de partos, falaremos agora sobre como é o procedimento num todo.

Preparo do parto
Parto humanizado: como é, benefícios e cuidados

O pré-natal é o primeiro passo que a gestante deve fazer, indiferente do parto que escolher, é fundamental para a saúde da mãe e do bebê, só assim é possível realizar um parto sem complicações. Escolha um médico que tenha afinidades e/ou trabalhe com essa linha humanizada, caso não encontre, existem grupos de apoios especializados nesse tipo de parto e com certeza irá lhe ajudar na escolha de bons profissionais.

Vale ressaltar que a escolha deve partir da mãe, estar ciente de todas as emoções e desconfortos que possam surgir e não fazê-lo somente por estar na moda.

Classificação

Há algumas formas de como a mulher poderá dar a luz dentro do conceito de parto humanizado, entre eles:

Na água

Pode ser usada antes do nascimento, numa forma de relaxar a mãe ou durante o nascimento, indicada para amenizar as dores da contração. Desta forma, pode haverá uma elasticidade do períneo, facilitando mais ainda a passagem do bebê por meio do parto humanizado.

É indicado para mães que queiram reduzir dores e desconfortos. Não é aconselhável para gestantes com quadros de pressão alta.

De cócoras

Quando a mãe fica na posição de cócoras, a gravidade age ao seu favor, liberando mais força, mantendo o canal íntimo bem aberto. Esse tipo de parto reduz as chances da queda do ritmo dos batimentos cardíacos do bebê. A grávida sente pouca dor e as contrações são mais eficazes, ajudando a acelerar o trabalho de parto. É indicado para mulheres que não apresentam nenhum tipo de alteração na pressão arterial, se o feto estiver na posição adequada, não há problema nenhum.

Vantagens do parto humanizado

Os benefícios são:

  • Ser cuidada com respeito pela equipe médica;
  • Redução dos índices de depressão pós-parto;
  • Aumento do vínculo mãe e bebê, através do contato imediato pós-parto;
  • Não há necessidade de recuperação da anestesia e nem de medicamentoso;
  • O leite desce mais rápido, porque o hormônio ocitocina é liberado durante o parto normal, essencial para a mãe e o bebê;
  • Diminuí o risco de morte, o risco é de 3,5 vezes maiores do que das gestantes que optaram pelo parto normal;
  • Melhora a respiração do bebê, a passagem do bebê pelo canal vaginal está ligada a compressão, ajudando-o a colocar para fora, todo o líquido que estava nos pulmões. Fazendo com que o bebê já nasça respirando melhor.

Já para o bebê, além de ir rapidamente para o aconchego do colo da mãe, ele é poupado dos procedimentos e exames físicos feitos logo depois que nasce, evitando traumas diante a essas intervenções.

E os riscos?

O parto humanizado pode ser realizado fora de o ambiente hospitalar, mas envolve também alguns riscos e por isso é preciso acompanhamento de profissionais qualificados. Alguns dos riscos são:

  • Parada da progressão do parto
  • Sofrimento fetal
  • Embolia amniótica
  • Entre outros.

Também não é recomendado em casos de gravidez tardia e/ou na adolescência, e em gestação de gêmeos. Não é indicado para mulheres que tiveram anemia, diabetes e hipertensão arterial antes do parto.

Os 3 pilares

A humanização do parto e o nascimento do bebê tem com base os três pilares, vamos a eles:

  1. Respeito e autonomia durante todo o período gestacional e pós-parto;
  2. Assistência de vários profissionais durante a gestação, tanto para a mãe, como para o bebê. Isso é um olhar diferente da assistência obstétrica, prestando um conceito mais humano.
  3. Suporte médico

O parto humanizado é recomendado pelo Ministério da Saúde, já que há campanhas para reduzir as intervenções desnecessárias. Esse tipo de parto garante um ambiente harmonioso e calmo para a chegada de um filho, momento mais do que especial para a gestante. Onde ela terá escolhido a melhor forma de trazer ao mundo o seu bebê.

Com a expansão desse conceito e porque não chamar de filosofia, cada vez mais está se tornando acessível e procurado, há diversos lugares que prestam serviços para parto humanizado.

O parto humano também é parte de uma geração mais orgânica, que não adota utensílios químicos ou que de alguma forma vem para trazer desconforto.

#useorganico

Comentários

Não tóxico

Não testado
em animais

Livre de
parabenos

Vegano

Gluten-Free