Saúde   |   07/12/2017   |   180 visualizações

Alergia é um sinal do sistema imunológico de que há alguma substância ofensora ao organismo e este, reagiu com uma hipersensibilidade, gerando um estímulo externo específico, que nesse caso é a reação alérgica.

Hoje nesse artigo falaremos porque tantas crianças hoje em dia sofrem desse mal, além de explicar sobre as alergias mais comuns e tratamentos recomendados. Então…

  1. Você conhece quais são as alergias mais comuns em crianças?
  2. Conhece alguma criança que sofre de crises alérgicas?
  3. Você foi uma criança alérgica?

Pois então, vamos esclarecer ao máximo essas dúvidas.

Quais são os tipos de alergias que podem afetar o sistema imunológico:

  • Alergias alimentares;
  • Pele;
  • Nasais;
  • Respiratórias;
  • Oculares;
  • E até algumas mais atípicas como: alergia a madeira, sol e etc.

Mas porque é tão comum em crianças?

As alterações no nosso modo de vida e interação com o mundo e produtos, vêm influenciando os microrganismos que compõem o nosso corpo, e as alergias são a consequência de reações externas de que algo não está bem.

Mas será que existe um culpado? Já que é uma alteração no sistema imunológico? Em parte, nós humanos temos sim uma parcela de culpa, o modo de vida pode afetar diretamente os resultados na saúde em geral.

O parto normal auxilia na transmissão de bactérias e microrganismo do bem para o recém-nascido. A amamentação é outro fator que beneficia o bebê por vários meses, assim fortalecendo seu sistema imunológico.

Para as crianças, desde seu nascimento, há uma enorme recepção de todos os lados, muitos estímulos, ou até mesmo a falta deles. Só que certos comportamentos podem deixar o sistema da criança fraco e em algum momento da vida dela, poderá apresentar alguma crise alérgica. Podendo estar associado com:

  1. Exposição a agente químicos e periculosos, contidos em produtos como shampoo, sabonetes e etc.
  2. Pouca incidência de raios solares.
  3. Outro fator seria os poluentes, que facilita a sensibilização alérgica.

Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade dos Estados Unidos, a Northwestern afirma que nos últimos cinco anos, o número de internações e consultas devido a crises alérgicas aumentou cerca de 30% a cada ano, um número muito alto, por sinal.

Tratamento

  • A prevenção ainda é o melhor remédio, uma dica é o aleitamento materno desde o nascimento até os dois anos ou mais, o leite materno é um alimento completo para o bebê e pode ser um aliado ao combate as alergias futuramente.
  • Os tratamentos para as alergias começam mais comumente quando se busca o tipo de agente em que a criança sofre/ ou que provoca os sintomas. Depois de identificado já é possível iniciar o tratamento adequado para a desintoxicação.
  • É preciso também usar somente produtos naturais, orgânicos, chamados assim de hipoalergênicos, pois são os que não contém agentes nocivos à saúde e que não põem em risco a vida das crianças.

Prevenção

Vamos acompanhar agora algumas dicas essenciais para os cuidados de quem tem crianças alérgicas, seja qual for o tipo de reação:

1.Casa arejada é essencial para os alérgicos, o ar precisa ser renovado e os raios de sol são bem-vindos. Até em dias mais frios principalmente, evite deixar janelas fechadas o dia todo.

2.Cuidado com o frio, deixar a criança muito exposta nessas condições pode deixar seu filho resfriado e consequentemente seu sistema imunológico pode sofrer e assim as alergias aparecem.

  1. Ofereça água ao seu filho, beber água fluidifica as secreções, ajudando o equilíbrio do corpo.
  2. Lavar os brinquedos que acumulam poeira, é muito importante para não haver acúmulo de ácaros.
  3. Fique atenta aos primeiros sinais de crise, analise o que seu filho anda se alimentando e quais produtos têm usado para higiene dele.

Você sabia?

Que as estações do outono e inverno são épocas do ano consideradas mais propícias a alergias respiratórias, já que as vias aéreas ficam mais ressecadas, criando um local para a inflamação das mucosas?

Nesta época que o sol está menos intenso, há dificuldade da entrada da luz do sol em apartamentos e casas, o que ajuda na proliferação de ácaros e mofo, causadores das alergias respiratórias.

O clima seco aumenta o índice de poluição do ambiente, que acaba desencadeado as crises alérgicas.

Idade e as alergias alimentares: veja alguns alimentos que podem causar alergias

Bebês de o a 1 ano

  • Leite de vaca
  • Ovos de galinha
  • Produtos cosméticos industrializados, como: sabonetes, shampoo, perfumes e etc.

Crianças de 01 até idade escolar podem desenvolver alergias com:

  • Leite de vaca
  • Ovos de galinha
  • Farinha de trigo
  • Soja
  • Amendoim
  • Ácaros
  • Animais domésticos
  • Pólens
  • Produtos cosméticos industrializados, como: sabonetes, shampoo, perfumes e etc.
  • Pólen Animais de estimação Ácaros
  • Bolor
  • Amendoim
  • Alguns alimentos como (maçãs, peras, cerejas, pêssegos, ameixas, kiwis, cenouras, batata crua, aipo, amendoins, soja e nozes)
  • Peixe e marisco

As alergias afetam de 6 a 8% das crianças com menos de três anos de idade. É comum também confundir a alergia alimentar com a intolerância alimentar, que é mais branda, já que não envolve o sistema imunológico.

Sintomas que a criança possa estar sofrendo de alergia

Por que as crianças são mais alérgicas hoje em dia ?

  • Dores abdominais
  • Diarreia
  • Dificuldade para engolir
  • Irritação nas mucosas
  • Tonturas
  • Desmaios
  • Congestão nasal
  • Vômitos
  • Corrimento nasal
  • Manchas e coceiras na pele
  • Descamação na pele
  • Inchaço no rosto
  • Falta de ar
  • Cólicas

Paliativos para alergias

A medida paliativa é evitar o que causa a alergia, mas em alguns casos como o pólen ou a poeira é complicado de evitar, já que estamos sempre em contato com eles. Então para esses casos, o acompanhamento médico e o tratamento de antialérgicos não devem faltar para tratar e diminuir os sintomas apresentados.

O esporte pode ser tornar um amigo nessa batalha, quando praticado de forma regular, ajuda de maneira significativa o sistema imunológico, os sintomas geralmente podem ir diminuindo gradualmente. Outra forma de evitar alergias é através do consumo de produtos orgânicos, pois estes são livres de agentes químicos que causam toxicidade. Dentre esses produtos há loções, cremes, perfumes para bebês, shampoos e etc.

Todo cuidado é pouco e o mais importante é tomar as providências para que a criança possa viver num ambiente saudável e benéfico, sem que sua rotina seja alterada.

Gostou das informações? Identificou-se em algum momento? Esperamos que esse artigo tenha sanado suas dúvidas e te ajudado a tornar seu filho mais feliz, estando longe das alergias.

#useorganico

Comentários

Não tóxico

Não testado
em animais

Livre de
parabenos

Vegano

Gluten-Free