Aromaterapia Bem Estar   |   20/07/2021   |   49 visualizações

Os difusores são excelentes aliados para o uso seguro dos óleos essenciais. Porém, existem diversos tipos de difusores disponíveis no mercado e podemos ficar um pouco confusas na hora de escolher o melhor para o nosso contexto. Por isso, resolvi fazer um pequeno manual para auxiliá-la nesta tarefa! 

Todos eles têm o objetivo de propagar as moléculas de óleos essenciais pelo ar, a diferença é a forma como fazem isso.

Difusor à vela: normalmente são feitos de barro ou cerâmica. Aromatiza o ambiente através da evaporação do óleo essencial aquecido pelo calor da vela.

São indicados para ambientes pequenos. Pelo fato de não ser possível controlar a temperatura da chama da vela, esse difusor pode queimar o óleo essencial, por isso é recomendado utilizar modelos que sejam mais compridos (ou seja, que tenham uma distância maior entre a chama da vela e a base onde coloca-se o óleo essencial). Além disso é interessante colocar um pouco de água na base, juntamente com o óleo essencial.

Difusor elétrico: são práticos e acessíveis. Basta ligar na tomada e colocar algumas gotas de óleo essencial (de acordo com o fabricante). Aromatizam o ambiente através da evaporação promovida pelo calor da eletricidade. É interessante verificar se o difusor tem algum mecanismo de controle do calor, pois em excesso, pode diminuir as propriedades terapêuticas dos óleos.

Se você quer começar a utilizar difusores, mas não quer (ou não pode) investir em modelos mais caros, essa é uma opção.

O uso dos óleos essenciais através da difusão aérea é muito versátil e seguro.

Difusor ultrassônico: o tipo mais bacana, mas também é o mais caro.

Isso porque o difusor de aromas ultrassônico gera a evaporação do óleo sem utilizar calor. Desta forma mantém as propriedades do óleo essencial em sua melhor forma, o que permite a você desfrutar de todas as propriedades terapêuticas

Esse tipo de difusor promove a evaporação do óleo essencial ao mistura-lo na água e submetê-los a vibrações intensa, quebrando-o em partículas minúsculas que são dispersas pelo ar em forma de vapor frio. Ou seja, além de difusor, ele também é umidificador e purificador de ambientes.

Alguns modelos apresentam também uma luminária em cores calmantes (cromoterapia) que potencializam sua ação terapêutica.

Colar difusor pessoal: aromaterapia personalizada! São colares que possuem um pequeno recipiente difusor, onde pingamos de 1 a 3 gotinhas de óleo essencial, de preferência utilize um pedacinho de algodão para pingar o óleo essencial escolhido. Assim, fica mais fácil trocar o aroma, quando quiser.

Aos poucos, o aroma será difundido e você conseguirá senti-lo. Caso haja necessidade, pode fazer uma inspiração profunda com o difusor.

Geralmente, os pingentes/difusores são feitos em cerâmica, pois este material não interfere nas propriedades terapêuticas dos óleos essenciais.

Existem diversos modelos, e você pode escolher o que mais combina com o seu estilo.

E aí? Nossas dicas te ajudaram a decidir qual o melhor difusor para o seu momento?

Você encontra todos os tipos na Use Orgânico

Comentários