Aromaterapia   |   20/04/2021   |   90 visualizações

Durante muito tempo, os hidrolatos foram considerados um “subproduto” da destilação dos óleos essenciais e não tinham o reconhecimento que merecem!

Mas recentemente essa história começou a mudar (para nossa sorte)! Também conhecido como água floral ou hidrossol, o hidrolato é uma água que contém as moléculas hidrofílicas das plantas (ou seja, as moléculas que têm afinidade com a água) e uma pequena porcentagem de óleo essencial. Deste modo, podem possuir propriedades hidratantes, refrescantes, tônicas, antissépticas, entre outras. Por não serem tão concentrados como os óleos essenciais, podem ser utilizados diretamente na pele e são muito seguros para bebês e crianças. Com essa ação mais sutil, também são chamados de “homeopatia da aromatarepia”.

Atualmente, a denominação de “água floral” tem sido usada em outros produtos que não hidrolatos, o que tem gerado alguma confusão. Essas “águas florais” podem conter ingredientes sintéticos e não ter o mesmo valor terapêutico do hidrolato. Então, ao procurar por um hidrolato de alecrim por exemplo, o único ingrediente que deve estar presente no rótulo é: Rosmarinus officinalis hidrolat ou floral water.

O processo de destilação a vapor resulta no óleo essencial (na imagem, na parte de cima) e em hidrolato (na parte de baixo).

É importante lembrar que não basta pingar algumas gotinhas de óleo essencial na água para obter hidrolato! O óleo essencial não se mistura em água. Para que seja um hidrolato 100% natural é necessário que ele seja obtido através da destilação da planta, só assim ele será composto pelas moléculas hidrofílicas presentes no vegetal.

Essa água poderosa tem diversas formas de uso, entre elas: na hidratação da sua máscara de argila, substituindo a água termal como tônico facial, em gargarejos, em escalda-pés,  como spray para roupas e roupas de cama, como substituto da água em preparações cosméticas e terapêuticas, entre muitas outras.

Os hidrolatos normalmente têm propriedades terapêuticas parecidas com as do óleo essencial de sua planta de origem. Assim, são uma excelente forma de ter contato com propriedades de plantas cujos óleos essenciais são menos acessíveis, como rosa, camomila e néroli.

E você, já usou algum hidrolato? Compartilha sua experiência nos comentários.

Comentários