Beleza Bem Estar Saúde Sustentabilidade   |   06/04/2021   |   165 visualizações

Conheça a tendência que visa o uso de produtos de beleza livres de ingredientes tóxicos.

Para começar, vamos entender os dois critérios principais que um produto de beleza deve atender para ser considerado limpo:

 1. Ingredientes seguros

Basicamente, beleza limpa significa que você pode usar um produto sem arriscar sua saúde.  A lista de ingredientes deve conter apenas ingredientes seguros e limpos.

 2. Rótulos transparentes 

Quando uma marca de beleza se esforça para listar todos os seus ingredientes, ela está no caminho para limpar a beleza.  No entanto, nem todas as marcas são transparentes.

Um bom exemplo de falta de transparência na indústria da beleza é a inclusão de fragrâncias nos produtos.  A fragrância não é considerada um ingrediente, mas como a indústria é altamente desregulamentada, as empresas podem esconder outros ingredientes sob o termo “fragrância”.

Outro exemplo é o chamado “greenwashing”.  As marcas podem rotular falsamente seus produtos com chavões como “natural” e “ecológico” para chamar a atenção do consumidor consciente. 

A beleza limpa simplesmente não contém ingredientes misteriosos, e certamente não afirma ser algo que não é.

O clean beauty pode revolucionar a forma como nos relacionamos com os produtos de beleza.

O Clean Beauty é simples

Você esperava uma lista mais longa de critérios?  Pois é, o clean beauty é simples!

Beleza limpa não é 100% perfeita.  Mas é um caminho seguro, com ingredientes que até podem ser sintéticos, desde que sejam seguros e não tóxicos.  Isso significa que a beleza limpa não precisa ser totalmente natural, sem conservantes, etc. Beleza limpa é sinônimo de beleza não tóxica.

Em vez de focar em chavões como “natural” e “orgânico”, a beleza limpa (clean beauty) se concentra em eliminar o máximo possível de toxinas de nossos produtos diários.

Com isso, podemos nos tornar mais conscientes. Uma vez que a indústria da beleza carece de regulamentação, cabe a nós nos familiarizarmos com as toxinas mais comuns nos produtos para a pele, beleza, corpo e higiene.

Assim, temos muita responsabilidade em prestar atenção aos ingredientes presentes nos nossos cosméticos.

Mas como fazer isso sem enlouquecer? 

Existem alguns equívocos sobre beleza limpa que precisamos esclarecer:

Produtos clean beauty são totalmente naturais?

A beleza limpa já existe há algum tempo, mas o movimento está crescendo rapidamente.  Por muito tempo, produtos contendo apenas ingredientes naturais foram considerados as estrelas da beleza limpa. 

Mas, a resposta para esta pergunta é não, a beleza limpa não precisa ser totalmente natural.

Estamos no século XXI, e ciência da beleza evoluiu para incluir uma infinidade de produtos sintéticos seguros. Desde que os ingredientes sintéticos não sejam tóxicos e não tenham efeitos nocivos comprovados, eles podem ser incorporados a produtos de beleza limpos.

Clean Beauty tem que ser orgânica?

Semelhante à beleza natural, cosméticos orgânicos são frequentemente confundidos com Clean Beauty.  Normalmente, há muitos benefícios nos ingredientes orgânicos utilizados cosméticos, mas o fato de ser orgânicos não torna o ingrediente automaticamente seguro.

Resumindo: os produtos clean beauty não precisam ser orgânicos. Sim, a beleza limpa pode ser orgânica, mas não é um requisito.  O que é um requisito, no entanto, é que esses ingredientes sejam seguros, independentemente de serem ou não orgânicos.

Clean Beauty tem que ser verde?

Se você pensou que “beleza limpa” tinha uma definição obscura, digite “beleza verde”.

A beleza verde tem várias associações:

  • Derivado de planta
  • Vegan
  • Livre de crueldade
  • Ecológico
  • Fonte sustentável

 Ufa, é muita coisa!

Embora todos esses critérios pareçam ótimos, um produto de beleza pode exibir todas essas características e não ser limpo se contiver ingredientes tóxicos.

Da mesma maneira, um produto de beleza pode conter apenas ingredientes seguros, mas eles podem ser de origem convencional ou ser de origem animal (ou seja, mel, cera de abelha, seda, etc.).  Nesse caso, o produto ainda está limpo por ser atóxico, mas não é considerado verde.

Então, acabamos de descobrir que produtos de beleza naturais, orgânicos e verdes não são necessariamente limpos!

Essa informação pode ser um tanto chocante! Há muita confusão com relação aos rótulos dos produtos e a indústria, muitas vezes, se aproveita disso para nos fazer acreditar que determinado produto é “sustentável”, “verde” e “realmente bom”.

Se você está questionando os produtos em sua prateleira, ótimo! Assim vamos construindo autonomia.  O ideal é questionar os rótulos como “natural” e “verde” porque a verdade está na lista de ingredientes.

Isso não significa que todos os seus produtos favoritos sejam tóxicos. Você pode ter alguns favoritos de beleza limpos em suas prateleiras, mesmo sem perceber.

O que queremos fazer é ajudá-la com o conhecimento para decifrar entre produtos limpos e tóxicos.

Para saber o que procurar, é preciso saber o que evitar!

Desde que certos ingredientes sintéticos não sejam tóxicos e não tenham efeitos nocivos comprovados, eles podem ser incorporados a produtos de beleza limpos.

O oposto de beleza limpa: beleza tóxica

Existe todo um mundo de produtos de beleza limpos por aí.  De lojas online a lojas físicas, você quase sempre pode encontrar alternativas limpas para seus favoritos não tão limpos.

Mas encontrar marcas de produtos de beleza limpas dá um pouco de trabalho, especialmente se você for novato em produtos de beleza atóxicos.

O que é “Greenwashing” (lavagem verde)?

O segundo critério para beleza limpa é ter rótulos transparentes. É aqui que a lavagem verde causa inconsistências nos rótulos dos produtos de algumas marcas.

Imagine passear pelo corredor de uma loja de cosméticos convencionais com um objetivo em mente: encontrar o hidratante perfeito e saudável que não vai envenenar você.  Seus olhos pousam em um frasco branco puro com letras verde esmeralda. As palavras “ingredientes totalmente naturais” saltam imediatamente da embalagem.  Sem verificar os ingredientes – porque o produto é claramente rotulado como “natural”, então por que se preocupar? – você se sente confiante de que encontrou exatamente o que estava procurando.

Ao chegar em casa, você verifica o rótulo e descobre que o chamado creme natural contém alérgenos, irritantes, desreguladores hormonais e cancerígenos!

O que você acabou de experimentar é o greenwashing.

Greenwashing ocorre quando uma empresa usa publicidade e marketing para transmitir a falsa mensagem de que seus produtos são bons para você e / ou para o meio ambiente.  Muitas empresas desejam atrair consumidores conscientes que se preocupam com sua saúde e sustentabilidade.

Em vez de implementar práticas para fazer produtos mais saudáveis ​​e ecologicamente corretos, as empresas recorrem à lavagem verde de seus produtos para chamar a atenção dos consumidores sem cumprir suas promessas.

Como o greenwashing é possível?

As empresas conseguem fazer isso porque não há regulamentações específicas.

Isso significa que as empresas de cosméticos têm controle criativo sobre o que consideram orgânico, natural, etc., uma vez que o os órgãos não regulamentam ou definem essas definições.

 

Os 10 principais ingredientes tóxicos a serem evitados a todo custo

Se você quisesse saber o perfil de segurança ou toxicidade de cada ingrediente cosmético, seria seu trabalho de tempo integral.  Como acabamos de demonstrar, você não pode nem mesmo confiar na embalagem do produto para saber se um produto é o que diz ser.  Então, como você elimina toxinas de sua rotina de beleza?

 Comece com estes 10 ingredientes tóxicos para evitar a todo custo:

 Parabenos como Propilparabeno e Iosbutilparabeno

 Fragrância

 Filtros UV Químicos Octinoxato e Oxibenzona

 Dietanolamina (DEA)

 Triclosan

 Ftalatos como ftalato de dibutila

 Sulfato de sódio laureth (SLS)

 Formaldeído

 Polietileno (PEGs) como laurato de PEG-10

 Hidroxianisol butilado (BHA).

Traduzido e adaptado, a partir de: https://thegoodfaceproject.com/articles/what-is-clean-beauty

Selo criado pela Use Orgânico para identificar produtos clean beauty.

Diferencial da USE ORGÂNICO

Antes de um produto chegar ao nosso catálogo, nossos especialistas em curadoria verificam minuciosamente questões como  ingredientesorigemsustentabilidadeeficácia e modo de produção. Nós continuamente percorremos o país para compartilhar produtos excepcionais, eficazes e, principalmente, seguros tanto para você quanto para o Planeta.

Na Use Orgânico, criamos o selo Clean Beauty para auxiliá-las na tarefa de identificar produtos com fórmulas limpas. Ao acessar um produto, você encontra todas as informações necessárias para fazer uma compra consciente. Nossa missão é levar informação para que você fique cada dia mais autônoma em suas escolhas.

Comentários