Uncategorized   |   11/02/2021   |   5 visualizações

Conheça os benefícios e as características dos óleos vegetais

Os óleos vegetais são extraídos das plantas, na maioria das vezes, de suas sementes. Cada vegetal possui propriedades específicas e os óleos obtidos podem ser utilizados para diversas finalidades: alimentícias, cosméticas, combustíveis e terapêuticas. Mas aqui vamos focar neste último.

Eles possuem afinidade natural com os tecidos da pele, assim são ótimos veículos carreadores para os óleos essenciais. Penetram na pele de forma rápida, deixando-a macia e umectada. E podem ser utilizados para fazer massagem, hidratar o corpo, os cabelos, o rosto, entre outras finalidades. São ricos em vitaminas, ácidos graxos e nutrientes, como sais minerais

É importante termos em mente que os óleos vegetais não são a mesma coisa que os óleos essenciais! Segundo Fernando Amaral: 

“Os óleos vegetais possuem papel importante como agente de conservação e germinação da planta, daí sua presença maior em sementes e castanhas, enquanto o óleo essencial faz parte de atividades metabólicas, como a proteção contra doenças, a conservação de folhas, raízes, frutos e reprodução, ou seja, a maioria de suas funções nas plantas está mais associada à formação das flores e proteção dos frutos, como é o caso das frutas cítricas, que desenvolvem bastante óleo essencial na casca. Há, também, plantas que podem conter tanto o óleo vegetal quanto o essencial, e ambos podem ser integrados um ao outro, como no caso da copaíba, em que seu óleo é uma mistura natural de óleo vegetal e óleo essencial, sendo extraído dessa forma diretamente da árvore” (Amaral, Fernando. 2016. Técnicas de Aplicação de Óleos Essenciais: terapias de saúde e beleza).

Os óleos vegetais são considerados óleos fixos e possuem uma estrutura molecular completamente diferente dos óleos essenciais, que são voláteis. Podemos observar isso com a seguinte experiência: se colocarmos uma gota de óleo essencial em um guardanapo e em outro colocarmos uma gota de óleo vegetal, depois de algum tempo o óleo essencial terá volatizado e o guardanapo estará limpo. Já o óleo vegetal permanecerá no guardanapo, na famosa mancha de óleo.

Outra dúvida bastante comum é a diferença entre óleo vegetal e óleo mineral: enquanto os primeiros são totalmente naturais e como já sabemos, extraídos de espécies vegetais. O óleo mineral, por sua vez, é um subproduto do processo de destilação do petróleo.

Os óleos minerais fecham os poros e evitam a penetração da água e são impermeabilizantes, ou seja, criam uma camada que impede a pele de respirar e também não permite que ela absorva nada (inclusive os óleos essenciais). Já os óleos vegetais têm afinidade com os lipídios produzidos pela pele, por isso são totalmente absorvidos.

Diversas espécies vegetais nos presenteiam com seus óleos, desde os mais conhecidos como abacate, amêndoa, semente de uva, gergelim, girassol… Até o mais “diferentões”, como pracaxi, andiroba, copaíba, barú e muitos outros. 

Os óleos vegetais são uma ótima oportunidade de conhecermos mais a biodiversidade brasileira! Muitas vezes a gente já utilizou, ou pelo menos ouviu falar, de óleos vegetais de plantas que não são nativas e não faz ideia da riqueza que temos por aqui. Um monte de espécies maravilhosas com ações terapêuticas incríveis!

Em outros textos vou apresentar alguns para vocês.

Curtiu esse conteúdo? Compartilhe com alguém que vai gostar de conhecer mais sobre os óleos vegetais!

Comentários